Menu

sexta-feira, 20 de maio de 2011

# Resenha - Teia Virtual - Eduardo Bonito

Editora: Literata
Autor: Carlos Eduardo Bonito
Páginas: 256
Estrelas: 


Sinopse: A Internet é realmente um dos maiores veículos de comunicação já criados na atualidade. Nela podemos ser o que queremos, fugindo assim do mundo real, criando um mundo paralelo, onde figuramos de anjos a demônios, podendo até alimentar o ódio de não ser aceito pela sociedade no mundo real. Assim começa a elaboração de uma teia nociva, permissiva e a falsa impressão de se conseguir tudo o que se quer, pela lei do menor esforço. Pessoas emocionalmente vulneráveis, de alma fraca, que transitam do mundo real ao virtual, na busca das soluções para seus problemas ou do sucesso pessoal, como, por exemplo, ser bem sucedida, como a invejada prima, sem nenhum esforço, acabar com a depressão, por ser um astro de rock e não saber lidar com o sucesso e a fama, ou alcançar a felicidade, estabilidade financeira e ser aceito como homossexual, no seio de uma família com valores que não aceitam esse comportamento, ou até mesmo, indo mais além, aos olhos da crença de uma ex –atleta, a palavra de Deus é distorcida e usada para se libertar e “libertar” a alma do seu marido, onde, na verdade só há o desejo de vingança. Afinal, a indução ao ódio é possível? Devemos ou não libertar os nossos demônios? Tudo é possível, quando se deixa cair e se prender a uma TEIA VIRTUAL doentia criada por um ser humano com uma inteligência fora do comum, mas renegado pela sociedade.




Resenha:

No começo do livro ele não prendeu minha atenção, mas após alguns capítulos eu já estava envolvida querendo saber quem era e o porquê o Killer agia. Fiquei um pouco confusa no começo com a narrativa, pois horas iniciava em primeira pessoa e de repente passava a ser outro personagem e às vezes em terceira pessoa, mas depois me acostumei, porém isso não dificultou o entendimento.

“O estudo dos seres humanos me fascinava e fascina, como são fracos e se vendem fácil, muitos se deixam perder por amor ou ganância e se afundam na lama de seu próprio ser por fraqueza ou espírito.”


Há os personagens principais e os secundários, todas as histórias secundarias contadas, possuem uma mesma ligação. Traz em suas histórias temas de nossa sociedade, como homossexualismo, poder x inveja, Drogas e fama, Ódio, ressentimentos...

Personagens principais: Helena, Alexandre, Beth, Álvaro
Personagens secundários: Ana, Ricardo, Lucas, uma atleta paraplégica

Alexandre é um promotor, teimoso, orgulhoso e apaixonado por Helena, que também é apaixonada por ele, porém também é orgulhosa e teimosa e com isso não se acertam. Beth é amiga de ambos, é advogada e sempre tenta melhorar as brigas de Alexandre e Helena e é a mais sensata. Álvaro é o irmão mais novo de Alexandre, porém brigam muito e mantém distância um do outro.

“Percebi que era mais fácil matar alguém quando se está com raiva do que se imagina”


Killer usa as pessoas fracas, assim denominadas por ele, para concretizar seus objetivos, ou melhor, missões, ele é bastante inteligente e esperto. Ele tinha ódio pelo Alexandre, não tive certeza do porque, mas achei que era pela personalidade e pelo cargo do Alexandre.

“A aranha está subindo na teia”


Por um breve momento eu até comecei a sentir pena do Assassino, pela sua história de vida, porém logo pensei “O meio nos torna quem somos?” Não! Ele até nos molda e sem dúvidas somos afetados por ele, mas isso não da o direito de sair matando. No livro tem essa explicação do porque ele sai matando.
O livro nos mostra a capacidade de sermos influenciados. A capacidade de discernir entre o certo e errado dentre as dificuldades. Além de nos mostrar, o quanto pode ser perigoso um contato através de um modo onde não se pode ter certeza realmente de quem está do outro lado.

“Temos o poder de fazer a justiça a nossa maneira, mas ela nunca é ou será perfeita, sempre haverá respingos de  erro em alguém.”


Os capítulos são curtos, achei bem legal isso.
Gostei do humor contido nas cenas entre Helena e Alexandre, as alfinetadas, provocações..Achei um pouco extenso a descrição das cenas hots, poderiam ser menos detalhadas, já que o livro não faz nenhuma alusão a sexo.
Não gostei muito da capa, não entendi o porque dessa mulher na frente e com os seios a mostra? As folhas são personalizadas, todas tem uma teia no início ou fim da página.

O livro tava muito legal, estava descobrindo e adivinhando algumas coisas, tava empolgada pelo final e quando cheguei às últimas folhas e terminei, me chateie um pouco e até briguei com o vento rs, pois esperava outro final. Sem dúvidas é um bom livro e mesmo o final não sendo como esperei, valeu a pena ler, é sempre bom ter leituras variadas e Teia Virtual envolve assassinatos, mistérios e investigação!

Ps: Se o final tivesse sido diferente, provavelmente teria dado 4 estrelas..


“O maior veneno da vida é o medo de sermos nós mesmos “
Eduardo Bonito

Image and video hosting by TinyPic
Livro no Skoob

Espero que tenham gostado e se alguém ler esse livro, fique a vontade para me convidar a ler a resenha. ^^

Tenham uma Boa Noite!
Bjkas lovers!!!

5 comentários:

  1. Oooi, nunca tinha ouvido falar desse livro, mas me pareceu interessante.
    Quando a narrativa é confusa no início é sempre um problema né?
    amei o blog, to seguindo.
    bjinho

    ResponderExcluir
  2. Como sou uma pessoa sincera vou te confessar que eu não gostei da capa do livro, mas fora isso o livro parece ser bem interessante

    Beijos

    http://aleitoracassia.blogspot.com/

    http://verdorinvisivel.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Também não gostei tanto da capa do livro mas pela sua resenha o livro parece ser bom!

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde sou o autor e editor da literata gostaria de entrar em contato para uma futura parceria!

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar no Ensaios de uma Leitura!
Volte Sempre!

Bjkas ^_^