Menu

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

# Resenha 39: A Morte do Cozinheiro - Allan Pitz

Editora: Above
Páginas: 78
Capa: 
História: 
Skoob
Sinopse: Palavras do autor: "Nesse livro em especial não me prendi a nada; fiz como fazia nos palcos: montei um personagem e deixei fluir tudo na sua sintonia. O protagonista, Luiz Aurélio, encontra-se num estado de perturbação mental contínuo: não existe mais verdade ou ilusão; existe a sua realidade tragicômica tosca de perdas super valorizadas e ciúmes." Apresentação do livro: É verdade, eu matei o cozinheiro. Em momento algum deste livro negarei que matei o sórdido cozinheiro com minhas próprias mãos de escrever versos. Havia motivo claro em saciar-se com a sua morte, morte de quem por carne e gozo objetou-se ao incomensurável amor que me tornava tão puro. Eu estripei-o com suas facas imundas de trabalho banal, e escalpelei por mimo infantil, de criança brincalhona, ao ver os índios e escalpes na TV. Matei o demônio com noventa facadas, cultivando um novo demônio sanguinário em mim, portanto não negarei ter feito a coisa mais maravilhosa que eu poderia fazer por minha inconsequência gloriosa naquele momento: Eu matei o cozinheiro. A morte do cozinheiro já deve ser considerada uma das obras literárias mais intensas e atuais sobre a dor de cotovelo e o ciúme. De forma singular o autor nos guia sem medo até o amor doente de Luiz Aurélio e as psicoses novas da recente solidão induzida. A derrota do ”eu” exaltado, o abandono, e a morte que pede lugar ao descontentamento puramente egoísta caminham livres. Vemos um jogo de querer e não poder, que desenrola o frágil espírito do ser humano desiludido de amor. Usando a mescla de linguagens necessária em sua abordagem diferenciada, Allan Pitz atormenta os corações abalados neste livro memorável e instigante, fazendo enxergar com outros olhos a parte considerada cruel de uma trágica história romântica. 


O livro é pequeno, ou seja, a leitura é super rápida. A história é sobre Luis, que perdeu sua esposa Carmem para o cozinheiro, e após alguns telefonemas, cogitou a ideia de matá-lo. Durante a narrativa nos é apresentado como Carmem se separou de Luis e como este sentia-se em relação a tudo. Também nos é apresentado o porquê, como, onde, se dá a morte do cozinheiro. O personagem do Luis, no fim se torna um tanto sádico e seus pensamentos em relação ao cozinheiro o tornam pretensioso, ele afirma que escuta vozes. A narrativa como o próprio personagem diz, é rápida, até mesmo porque se houvesse muitos capítulos, estes provavelmente teriam prolongações demasiadas, mas tudo acontece de forma rápida, mas compreensível. O personagem fala diretamente com o leitor, achei isso legal. No final Carmem toma uma atitude, assim como o Luis, queria saber o que a levou a fazer isso. O personagem cita um poesia do Allan, gostei desta.

Image and video hosting by TinyPic

Beijos ^^

8 comentários:

  1. Já havia lido uma resenha deste livro, mas nunca me interessei.
    Acho que é porque a miinha lista de leitura está gigante! ;D

    Beijos
    Bia | Blog Livros e Atitudes

    ResponderExcluir
  2. Oiii, sempre achei esse livro meio sem noção pela capa e pelo título, DHASOIHEAOI'
    Agora vejo, pela resenha, que faz um pouco de sentido, kkkk. Apesar de achar a história beem louca xD

    Beijo, Nanda
    www.julguepelacapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Effy!

    Desde o ano passado, quando este livro pipoca pelos blogs, fiquei super curiosa pra ler. Infelizmente quando entrei em contato com o Allan todos os exemplares já haviam sido vendidos ou enviados para blogueiros. Mas espero uma segunda edição ou reimpressão para ler.


    ;D
    @nine_stecanella
    http://janinestecanella.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. 78 páginas só? Super curtinho. Bom que dá pra ler bem rápido.
    Tenho vontade de ler e tbm entrei em contato com o autor e ele não tinha mais exemplares =(
    Bjo

    ResponderExcluir
  5. Gil, vou te falar que essa capa é Scaryyy!
    Acho que n compraria o livro pela capa.
    O enrendo é praticamente o programa casos de família né? E falando nisso, acho que seria melhor se o Luis tivesse ido la pra resolver isso tudo haha
    E o que a Carmem fez GENTE D: Traiu o Luis com o padeiro? kkkkk
    Eu sei que isso pode ser um preconceito, mas quando o livro tem menos de 100 páginas ele n me chama atenção. Tenho medo de ser tudo mt corrido.
    bjs!

    ResponderExcluir
  6. Achei a capa do livro muito legal!!!
    Acho que vou tentar ler esse livro xD~~

    ResponderExcluir
  7. Eu tenho este livro faz um tempo e apesar de ser tão fininho ainda não li. Adoro essa capa.
    São tantos livros que tenho pra ler que me perco...kkk

    Leituras & Fofuras
    http://www.leiturasefofuras.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Eu já li esse livro, e confesso que não gostei.


    Beijos

    http://livrosetsurus.blogspot.com

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar no Ensaios de uma Leitura!
Volte Sempre!

Bjkas ^_^