Menu

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Vou lhe mostrar o medo - O mistério de Edgar Allan Poe - Nikolaj Frobenius (Resenha #117)


Páginas: 296
Editora: Geração Editorial
Capa: ★★
História:  

Sinopse: Edgar Allan Poe (1809-1849), o célebre poeta e autor de histórias de terror, bem como criador do gênero policial na literatura, é o protagonista deste romance de suspense psicológico, que discute os limites da criação literária e a responsabilidade moral da arte. Nele vemos o jovem escritor norte-americano afligido pela pobreza, angustiado com a enfermidade da sua frágil esposa e assombrado por um maníaco que comete assassinatos inspirados nos seus escritos, além de sabotado em sua carreira pelo crítico literário Griswold, que lhe dedica um misto de admiração e ódio. Publicado em toda a Europa, traduzido em dez idiomas e plagiado por Hollywood, este romance premiado marca a estreia, no Brasil, de Nikolaj Frobenius, um dos grandes expoentes da moderna literatura norueguesa. 


Edgar Allan Poe perdeu sua mãe ainda criança, ele e seus outros irmãos foram adotados por famílias diferentes. Foi a universidade querendo tornar-se escritor para mostrar a seu pai adotivo que valia mais do que ele pensava. Poe era um tanto exótico para os poetas de sua época  pelo menos era o que todos achavam. Os contos e poemas dele apesar de inteligentes eram um tanto mórbidos, sombrios e nem todos sabiam apreciar, porém para outros ele era um gênio. Mas depois que houve um assassinato um tanto bizarro, já que a forma da morte era igual ao um dos contos de Poe, algumas suspeitas pairam sobre ele.

O enredo mostra a vida de Poe, sua busca pelo sucesso, sua vida amorosa e esses misteriosos assassinatos tão idênticos a seus contos. Eu queria que houvesse mais ênfase aos assassinatos, pois alguns momentos ficava muito na vida, do dia a dia dele. Os personagens são bons, cada um em seu momento da história, mas além do Poe, Ruffus Griswold se destaca, ele foi um tanto enigmático para mim, hora achava que ele odiava Poe, hora que respeitava, ou que amava(é amava). Juro que achei que seria um livro mais “aterrorizante”,  sombrio, (eu queria) até pelo título, mas que nada, a história na minha opinião tem um leve suspense e só, não causa medo, horror nem nada do tipo.

Edgar Allan Poe era um poeta norte – americano, que de acordo com as informações da orelha do livro e da sinopse do skoob, foi um criador do gênero policial.



Onde Comprar: Saraiva / Fnac / Travessa / Buscapé (todas as ofertas)

Alguém já leu? Quem não, leriam?

Uma ótima segunda! Beijos tuk tuk tuk :*

9 comentários:

  1. Oi Effy!
    Adorei seu blog e já estou seguindo =D
    Então, vou falar honestamente, acho que não leria esse livro não kkkk
    Não é meu estilo, mas quem sabe um dia ^^
    Bjus =*
    http://leiturasdokokoro2.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi,
    Nunca tinha ouvido falar nesse livro, mas fiquei curiosa com resenha :D
    Bjs!
    Viciados Pela Leitura

    ResponderExcluir
  3. Olá Effy! Saudades!
    Eu tenho esse livro na fila para leitura e, inicialmente me chamou atenção. Gosto de livros com doses de realidade. Fiquei um pouco desanimada com seu comentário sobre o foco na vida do protagonista. Realmente isso é mto chato e é o tipo de coisa que me irrita quando quero que o livro destaque outros pontos. Enfim, logo lerei e poderei conferir.

    BjoO
    Pri
    Entre Fatos e Livros

    ResponderExcluir
  4. Amo Poe, já li vários contos do autor. Infelizmente pelo que andei vendo nas resenhas, este não vai muito bem.
    A resenha que você fez está perfeita, mas acho que o autor merecia mais... enfim, acho que sou uma fã enjoada, rsrs.
    A capa está linda.

    Bjkas

    Lelê Tapias
    http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Eu achei essa capa sinistra!!! Mas condiz com os textos do autor.
    Acredito que deve ser legal acompanhar o caso... Não é uma prioridade, mas gostaria de ler algum dia.
    Bjs!!!

    ResponderExcluir
  6. peraí, isso aconteceu de verdade? algum louco se inspirou na vida dele pra fazer barbaridades..ou é ficção mesmo? ah, se for assim..tem a série The Following
    :::::: {A Fake Blog}

    ResponderExcluir
  7. Oi Effy!
    Hm... Fiquei curioso.
    Acredito que este livro seja mais biográfico. O suspense, pelo o que você comentou, fica como segundo plano e de uma maneira bem leve e desproposital.
    Talvez eu curta a leitura, mas não será nada marcante, entende?
    Gostei de saber sua opinião. (:
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    P.S.: estou demorando para retribuir os comentários porque estou sem internet. Mas estou fazendo o possível para visitar cada blog. (:

    ResponderExcluir
  8. Era um livro que estava bastante curiosa porque achava que seria um terror puro mesmo, mas já que você disse que só tem um leve suspense, eu fiquei menos curiosa para ler. Mas ainda darei uma chance.

    ResponderExcluir
  9. Não imaginei que fosse um livro que contasse da vida do Edgar, pensei que fosse alguma história dele mesmo.
    Eu não li, mas leria para conhecer a vida do autor e o que ele passou.

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar no Ensaios de uma Leitura!
Volte Sempre!

Bjkas ^_^