Menu

sábado, 30 de novembro de 2013

É melhor não saber - Chevy Stevens (Resenha #122)

Páginas: 320
Editora: Arqueiro
Capa: ★★
História:  

Sinopse: Sara Gallagher nunca sentiu que pertencesse de verdade à sua família de criação. Embora sua mãe seja amorosa e gentil e ela se dê bem com sua irmã Lauren, a relação com o pai e a irmã caçula, Melanie, sempre foi complicada. Às vésperas de se casar, Sara decide que está pronta para investigar o passado e descobrir suas origens. Mas a verdade é muito mais aterrorizante do que ela poderia imaginar. Sara é fruto de um estupro, filha do Assassino do Acampamento, um famoso serial killer. Toda a sua paz acaba quando essa história é divulgada na internet e o pai que ela anteriormente queria conhecer resolve entrar em sua vida de forma avassaladora. Eufórico com a descoberta de que tem uma filha, John vê nela sua única chance de redenção. E, para criar um vínculo com Sara, ele está disposto a tudo, até a voltar a matar. 
Ao mesmo tempo, a polícia acredita que essa é sua única chance de prender o assassino e resolve usá-la como isca. Então Sara se vê numa caçada alucinante, lutando para preservar sua vida e a de sua filha. É melhor não saber é um complexo retrato de uma mulher tentando entender suas origens. Uma história cheia de reviravoltas, na qual ninguém é completamente bom ou mau.

Sara sempre soube que era adotada e sempre quis saber quem era seus pais biológicos. Ela tem uma filha, Ally (um tanto geniosa, vamos combinar), ela mora com Evan e estão prestes a se casar. Seu pai sempre a manteve de lado e também era duro com ela. Suas irmãs, Lauren é a paciente, a que houve tudo, mas também é meio apagadinha, já Melanie, é a chata, implicante e até meio invejosa. A vida de Sara dá uma reviravolta quando ela descobre sua mãe e seu pai biológico, ou quase dizendo ele a descobre. Sara começa a surtar quando descobre que seu pai é um serial killer e que agora quer conhecê-la.


Achei interessante a formação do enredo, de como a autora conduziu a história. O conflito vivido pela Sara em tentar se manter segura, não só a ela, mas sua filha também. As vezes gostava da Sara por ela ser decidida, mas também as vezes ela me irritava, principalmente quando deixava a Melanie e o pai adotivo falar e agir como quisesse e também quando deixava-se afetar pela Julie. Evan o noivo, é um amor de pessoa e bem compreensivo. O fim do livro foi bem inesperado e quando achei que tinha acabado, ainda teve um algo mais. No geral eu gostei do livro, os mistérios são levados até o fim e com um serial killer bem inteligente e safo e com um final que pode surpreender.


Onde Comprar: 
Leia trecho

Não esqueça de participar do top comentarista do blog, valendo os livros Beijada por um anjo 5 e 6.
Beijos tuk tuk tuk :*

4 comentários:

  1. Eu também gostei do livro embora em algumas partes tinha coisas previsíveis mais mesmo assim não estraga o livro.
    O final realmente surpreendeu, gostei e leira com certeza mais livros da escritora.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Uma história forte e cheia de segredos. Fiquei muito curiosa com o destino de Sara. Coitada. Queria descobrir a qual família pertencia e acaba descobrindo coisa bem pior. Torcendo por ela aqui. Ansiosa pra ler. Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Ai, Effy, que coisa horrível descobrir uma coisa assim!!! Coitada da Sara!!!!!

    Isso do algo mais é bem aquele susto final dos filmes de terror, né? rs... Não acho que leria esse livro, não é muito meu estilo...

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  4. Oi Effy, mais um livro que eu quero ler, espero gostar dele também. Acho que todo livro que tenha um personagem psicopata deve ser bem construído estou super ansiosa para ver como a autora abordou isso no texto.

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar no Ensaios de uma Leitura!
Volte Sempre!

Bjkas ^_^